Recuperar Dados em RAID

Comece a recuperar o seu RAID agora mesmo (Suporte exclusivo para todos os níveis de RAID 0, 1, 5, 6, 10, 50 ou 60). Conte com a equipa de especialistas da PhD Recovery!

Atendimento em Modo Emergencial

Nosso departamento especializado na recuperação de dados em servidores pode funcionar 24×7.

Soluções de acordo com as diretrizes da REGULAMENTO GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS EUROPEU (GDPR)

Recuperar RAID

Recuperar RAID
Recuperar Dados em RAID

O processo de recuperar o RAID, normalmente é realizado com a finalidade de recuperar as informações que por algum motivo foram perdidas ou estão inacessíveis no momento.

A PhD Recovery trabalha 24×7 no desenvolvimento de tecnologias avançadas para viabilizar a recuperação de dados em sistemas RAID dos mais variados níveis, com qualquer capacidade de armazenamento e, seja qual for o sistema operacional e a sua partição.

Mesmo em situações extremas onde tenha dois ou mais discos instáveis, em casos de ambientes virtualizados com máquinas virtuais comprometidas, corrompidas ou atacadas por Ransomware, nós temos a competência necessária e a tecnologia correta para lhe ajudar no processo da recuperação dos dados.

+ 1
Anos de Mercado
+ 1
Clientes Atendidos
+ 1
Discos Rígidos Recuperados
+ 1
Data Centers Recuperados
+ 1
Fitas Magnéticas Recuperadas

Especialistas em Recuperar RAID - PhD Recovery

Sempre acreditar que é possível, faz parte da trajetória de sucesso da PhD Recovery. Conte com a nossa de especialistas para recuperar o RAID com êxito e tratar das necessidades da sua empresa relativamente ao acesso aos dados.

Através modo de recuperação Emergência, a grande maioria dos projetos, são executados e concluídos em até 48h, após a entrega dos dados no nosso laboratório ou até mesmo após a disponibilização de um acesso remoto seguro ao ambiente.

Por meio de um NDA (Contrato de Confidencialidade) personalizado para o seu projeto, a PhD Recovery garante a confidencialidade total durante todo o processo de recuperação dos dados ou caso seja mais confortável, também podemos usar um NDA que a sua empresa tenha desenvolvido internamente para esse fim.

A PhD Recovery dispõe de uma ampla e sólida estrutura física, uma equipa de especialistas, altamente qualificados e com acesso ao que há de melhor e mais atual em tecnologia, pois o nosso laboratório é completamente equipado com o intuito de atender a sua empresa da melhor forma possível.

Temos disponibilidade em trabalhar no seu projeto 24x7x365, pois sabemos a importância dos dados disponíveis em uma organização.

Permita que a PhD Recovery lhe mostre que é possível.

recuperar-raid
Recuperação de Servidores em RAID

Classificação no Google

4,9/5
4.9/5
Satisfação 100%

WorkFlow Recovery

sending

1ºFASE
Envio de Dispositivo ou Upload dos dados

microscope

2ºFASE
Diagnóstico
Avançado

hardDisk-lgtSVG
3ºFASE
Reconstrução e Recuperação de Dados
dad-lgtSVG

4ºFASE
Homologação Remota e Roolback dos Dados

Nossos Serviços para Recuperar RAID

Problemas Lógicos

Contamos com uma equipa de especialistas dedicados 24x7x365 para identificar a causa raiz do problema que causou a indisponibilidade de acesso aos dados, bem como aplicar uma solução que seja assertiva e rápida, pois sabemos da importância e da sensibilidade das informações alocadas em um servidor ou storage.

Problemas Físicos

Temos um laboratório equipado com uma Sala Limpa Classe 100 (ISO Classe 5), no qual proporciona o melhor tratamento que um disco pode receber em um momento de instabilidade gerado por problemas físicos.

Problemas de Software

Atualmente temos um time de desenvolvimento interno, com o intuito de superar diversas barreiras impostas pelos softwares tradicionais de recuperação de dados, aumentando assim, o resultado em projetos que necessitam de uma solução inovadora e exclusiva.

Já Recebeu um Diagnóstico Negativo?

A PhD Recovery é conhecida como a última solução em casos de alta complexidade.

Especialistas em Recuperar RAID de Todos os Tipos

Problemas Comuns que Causam Perda de dados em RAID

Vida Útil

O desgaste é natural e, normalmente após um disco falhar, provavelmente é bom manter a cautela, pois todos os outros HDDs ou SSDs já podem estar com os dias contados⠀

Entrada/Adaptador

A conexão e a comunicação com outros dispositivos é feita através de uma entrada Integrated Drive Electronics/Advanced Technology Attachment (IDE/ATA), Parallel ATA (PATA), Serial ATA (SATA) I, II, e III, Serial Storage Architecture (SSA), Storage Area Network (SAN), Statistical Analysis System (SAS), todos são suscetíveis a quebrar, e assim pode ocorrer a perda dos dados.

Queda de Energia

Quando há uma queda de energia o RAID fica suscetível à corrupção dos ficheiros e, em alguns casos dá-se a queima da controladora RAID. ⠀ ⠀

Sobrescrição de Dados

Nesse caso os dados a serem recuperados sofrem sobreposição de outras informações gravadas após o incidente.

Problemas Mecânicos

Os discos rígidos pertencentes a um RAID, podem sofrer de um travamento na cabeça de leitura ou quebrar uma de suas partes mecânicas, o que interrompe o funcionamento, ocorrendo assim, a indisponibilidade de acesso aos dados, ainda que momentaneamente.

Ataques Cibernéticos

Mais comum e recorrente nos últimos anos, tem sido um problema comum em RAID, quando cibercriminosos instalam um Ransomware, para roubar dados ou bloquear os servidores/storages.

Recuperar RAID? 6 Dicas de Ouro para o Cuidado com RAID

1.

Os grandes fabricantes de servidores e storages não recomendam o encerramento de um ambiente degradado, pois isso pode aumentar as chances de agravar ainda mais o problema corrente.

2.

Por mais que seja um conceito ainda muito utilizado nas empresas, não é recomendável pensar que os dados gravados em RAID substituem o backup tradicional de dados.

3.

Certifique-se que o seu servidor ou storage, esteja em um local apropriado e, que seja climatizado e seguro, para que os desgastes naturais não sejam prematuros e danifiquem os hardwares associados ao RAID.

4.

Nunca realize um rebuild sem antes analisar os logs gerados pela controladora RAID.

5.

Caso algum disco do array apresente algum tipo de problema e o led laranja esteja aceso de forma estática, programe a troca de forma imediata.

6.

Sempre que possível tenha um disco de hot spare no seu ambiente, pois dessa forma, uma camada a mais de segurança será implementada.

Principais Fabricantes de Controladora RAID

Por Que Escolher a PhD Recovery para Recuperar RAID?

emos uma equipa especializada na recuperação de RAID em todos os seus níveis, não havendo problema grande demais que nos pare.

Conte com a experiência de quem já está no mercado de recuperação de dados há quase 14 anos, com inovações constantes nas nossas tecnologias.

E com parcerias estratégicas com os maiores desenvolvedores de tecnologias de armazenamento de dados, podemos seguir em linha com os avanços tecnológicos de armazenamento em RAID.

Nós sabemos a suma importância que é ter os dados disponíveis o mais rápido possível, por isso fazemos o diagnóstico inicial em até 24 horas úteis de forma gratuita.

Nós vamos mostrar que não há cenário difícil demais para que a recuperação não seja tentada.

FAQ | Perguntas Frequentes

Distinguimos as cinco principais causas que chegam ao nosso laboratório:

  • Rebuild realizado de forma inadequada;
  • Problemas físicos em vários discos pertencentes ao array;
  • Instabilidade na controladora RAID do servidor ou do storage;
  • Danos físicos na system board do servidor após uma queda de energia;
  • Tentativa mal sucedida no processo de inserção de novos discos em um array existente.

Levando em consideração que os dados alocados em um servidor ou storage são sensíveis para a empresa, criamos um time dedicado 24x7x365 para atender pedidos como este conseguindo assim tempos de resposta bastante optimizados.

O primeiro passo é o diagnóstico avançado, que pode durar entre 4h e 6h. Uma vez finalizado o diagnóstico avançado e, sendo possível a recuperação dos dados, o prazo médio para a finalização do projeto, pode levar entre 8h e 24h.

Caso não consiga enviar o servidor ou o storage como um todo, recomendamos fortemente a identificação dos discos e, também, acondicionar os mesmos utilizando um plástico antiestático e na sequência um plástico bolha, para assim, embalar de forma segura os dispositivos envolvidos no processo de recuperação dos dados.

Dependendo da natureza do problema atrelado aos discos defeituosos, sim, é possível a recuperação dos dados em um cenário como o apresentado acima, pois temos condições técnicas de clonar os discos instáveis e, consequentemente remontar o array, para assim, acessarmos os dados contidos no volume lógico.

Normalmente os discos SAS são mais confiáveis comparado com os discos SATA, sendo assim, para ambientes críticos, recomendamos o uso de discos SAS, podendo ser discos de 10K RPM ou 15K RPM. Quanto maior o RPM do disco, melhor performance o disco terá.

Sim. Esse conceito chama-se disco de Hot Spare e tem a função de justamente ficar em espera até que um disco ativo entre em falha, para assim, o disco de reserva conseguir entrar no seu lugar, com o único objetivo de manter o nível de segurança dos dados em um patamar razoável. É recomendado trocar o disco com falha em até 72h após o ocorrido.

Atualmente temos três (3) status:

  • Optimal: Quando todos os discos do array estão online;
  • Degraded: Quando um dos discos do array se encontra offline;
  • Offline: Quando dois ou mais discos do array não estão sendo reconhecidos.

Tecnicamente é possível, porém, na prática é pouco recomendado, pois todos os discos serão nivelados pela menor velocidade, para assim, não comprometer a sincronização dos dados alocados no RAID.

Isso vai depender muito do comportamento do led laranja, pois caso ele estiver a piscar, significa que o disco está a tentar fazer um rebuild, caso o led esteja aceso de forma estática, significa que o disco está com algum tipo de defeito, no qual exige a troca de forma urgente, para assim evitar perda de dados.

Em muitos casos é possível recuperar os dados de um RAID remotamente, porém, é necessário avaliar antes se o seu projeto está elegível a essa modalidade, pois existem diversos fatores analisados para essa tomada de decisão, tais como o tipo de problema nos discos, sistema operacional e o nível de RAID configurado.